O Especialista em Medicina Chinesa e Acupuntura da Clínica Médica da Santa Casa da Misericórdia de Seia, Dr. Pedro Vaz, convidado da Rádio Boa Nova, abordou a legislação do setor e o que se deseja para o futuro destas profissões no país.

Na passada quinta-feira, Pedro Vaz, fundador e Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Chinesa- SPMC, esteve em direto na Rádio Boa Nova para falar sobre as práticas da Medicina Chinesa e Acupuntura em Portugal.
O especialista falou sobre a legislação em torno do setor das terapêuticas não convencionais e do papel da SPMC, para além disto, faz referência ao aumento da procura destas práticas que, segundo dados da Entidade Reguladora da Saúde (ERS), “estima-se que 3 milhões de portugueses recorrem, com regularidade, a estes profissionais” e, o mesmo, acredita que estes números resultam porque “as pessoas encontram nestas práticas soluções para os seus problemas, senão já não existiam nem proliferavam”.
Abordaram ainda a recente reportagem no programa sexta às 9 da RTP no qual Pedro Vaz participou alertando para a usurpação de funções próprios destes Especialistas, por outros profissionais, configurando um claro e perigoso exercício ilegal.
A Rádio Boa Nova conta com a presença do Dr. Pedro Vaz na última quinta feira de cada mês, para uma conversa aberta à participação dos ouvintes sobre temas relacionados com a Medicina Chinesa.

https://www.misericordiadeseia.pt/media-imprensa/noticias/111-o-futuro-da-medicina-chinesa-em-portugal?fbclid=IwAR3huSUM2wXYzImAST2lhkSGDN5iQvXe27i32UlVCnYio25ESflODhIQ8M0